Sindusfarma

2018-02-27

Hypera Pharma vai investir até R$ 500 milhões em nova fábrica

Veículo: Valor Econômico

Jornalista: Stella Fontes

O projeto de construção da nova fábrica da Hypera Pharma, antiga Hypermarcas, ainda está sendo detalhado, mas o valor total do investimento não deve ultrapassar os R$ 500 milhões, com desembolsos ao longo de dois ou três anos, de acordo com o presidente da farmacêutica, Claudio Bergamo.

A nova fábrica será construída no complexo industrial de Anápolis (GO), que já está recebendo investimentos para modernização da base atual de ativos, com eliminação de gargalos e aumento de capacidade. No quarto trimestre, a companhia deixou de faturar R$ 35 milhões por restrição produtiva na Neo Química, de medicamentos similares e genéricos.

Ainda assim, a Hypera encerrou 2017 com receita líquida 12,7% superior, de R$ 3,64 bilhões. A demanda pelos produtos da farmacêutica subiu 14,7%, pelo critério que leva em conta os descontos concedidos (PPP, na sigla em inglês), 3,4 pontos percentuais acima do mercado farmacêutico A meta é manter esse timo de crescimento de 2 a 3 pontos percentuais acima do mercado no médio e longo prazos.

"Estou bastante otimista que vamos conseguir fazer reagir a produção já no curto prazo, dado que hoje estamos operando a 100% da capacidade", disse Bergamo. Até o fim deste ano, o aumento deve ser da ordem de 10%. Com a construção da nova fábrica, a expansão chegará a 50%.

O valor exato do projeto deve ser anunciado no segundo trimestre. Parte dos investimentos será amortizada com a venda de um depósito em Goiânia, que pode render cerca de R$ 250 milhões. "Isso deverá ser [feito] no momento adequado. Não vamos sair rifando o ativo", acrescentou.

Em teleconferência com analistas, Bergamo destacou o fato de a companhia ter encerrado o ano passado com caixa líquido de R$ 265 milhões, após a distribuição de dividendos. No ano passado, a Hypera distribuiu cerca de R$ 1,2 bilhão a seus acionistas, dos quais R$ 409,8 milhões em dividendos e R$ 821,9 milhões em redução de capital. "Pretendemos continuar com a política de distribuição de resultados", disse Bergamo.

Para 2018, a Hypera projeta resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) das operações continuadas ao redor de R$ 1,35 bilhão e lucro líquido das operações continuadas de R$ 1,1 bilhão. No ano passado, o Ebitda ficou em R$ 1,23 bilhão, em linha com a projeção fornecida pela farmacêutica, e o lucro foi de R$ 1,1 bilhão (a companhia ainda não fornecia orientação para essa linha).

No campo dos lançamentos, a meta é colocar mais de 20 novos produtos no mercado e elevar a 31% a participação dos produtos lançados nos últimos cinco anos na receita líquida, contra 28% em 2017. O índice do ano passado foi o mais alto já registrado pela Hypera.