Destaques da Imprensa

Compartilhe:
09/06/2014
Audiência debaterá PEC que proíbe impostos sobre alimentos e remédios
Veículo: Agência Câmara 

A comissão especial que analisa a proposta de proibição de impostos sobre alimentos, remédios e fertilizantes (PEC 491/10) realiza nesta quarta-feira (11) audiência pública para debater o tema.

A PEC 491/10 foi apresentada pelo deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR). Ele acredita que a medida vai favorecer as camadas mais pobres do País, que arcam com uma carga tributária mais alta.

Dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostram que os 10% mais pobres da população brasileira destinam 32,8% da sua renda para o pagamento de tributos. Já os 10% mais ricos destinam 22,7%.

O debate foi sugerido pelo deputado Francisco Chagas (PT-SP), que é autor de outra proposta que tramita em conjunto com a PEC 491. Trata-se da PEC 301/13, que proíbe impostos sobre medicamentos de uso humano e sobre os insumos utilizados em sua produção e comercialização.

Convidados Foram convidados para a audiência: - o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Carlos Gadelha; - o diretor do Departamento de Setores Intensivos em Capital e Tecnologia da Secretaria de Desenvolvimento da Produção do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Alexandre Moura Cabral; - o presidente do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), Paulo Rogério Caffarelli; - o presidente executivo do Sindicato das Indústrias de Produtos Farmacêuticos de São Paulo (Sindusfarma), Nelson Mussolini; - o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios (Abimo), Franco Pallamolla; - o presidente Grupo Farma Brasil, Reginaldo Arcuri; - a presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos (Pró Genéricos), Telma Salles; - o diretor de Acesso da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), Pedro Bernardo.

A audiência será realizada às 14h30, em plenário a definir.
Voltar
Subir ao Topo

Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos

Todos os direitos reservados - Sindusfarma 2021