Destaques da Imprensa

Compartilhe:
11/06/2014
Torrent do Brasil registra alta de 22% nas vendas do quadrimestre
Veículo: DCI 
 
A Torrent do Brasil registrou alta de 22% nas vendas nos quatro primeiros meses deste ano ante o mesmo período de 2013. Para a multinacional indiana, se o ritmo de vendas observado durante o quadrimestre seguir no mesmo patamar até o final de 2014, a marca deve fechar o ano com um crescimento de 20% nas vendas em relação a igual período de 2013, quando a empresa obteve uma receita de R$ 295 milhões.

A companhia, fornecedora de medicamentos similares, fechou o ano passado com um avanço de 18% nas vendas em comparação com o mesmo período de 2012. Segundo o diretor-presidente da Torrent do Brasil, Luis Tadeu Strongolli, o bom desempenho registrado neste quadrimestre pode ser atribuído, em especial, à entrada da marca no segmento de genéricos, no ano passado. De acordo com ele, esse movimento foi responsável por cerca de 5% do crescimento registrado.

Dados da IMS Health mostram que nos quatro primeiros meses deste ano, as vendas da categoria de genéricos cresceram 18%, em valor, ante o mesmo período de 2013, somando R$ 4,85 bilhões. Ainda segundo a entidade, entre os meses de janeiro e abril deste ano foram comercializados cerca de 271 milhões de unidades, alta de 11,5% em comparação com o mesmo período do ano passado.

De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos (Pró Genéricos), a economia acumulado pelos consumidores brasileiros que optaram por substituir os produtos de referência (marca) pelos genéricos, de 2000 a 2013, já atingiu a casa dos R$ 43,4 bilhões.

Ainda segundo a entidade, desde que chegaram às farmácias brasileiras, em 2000, os medicamentos genéricos aparecem na categoria de medicamentos que mais cresceu em vendas durante o período. Com taxas anuais de crescimento acima dos dois dígitos, os genéricos já somavam em fevereiro deste ano 28,2% de participação de mercado. De acordo com a Pró Genéricos esse é o maior resultado alcançado por esse segmento na história.
Aposta

O lançamento do Neblock, um medicamento anti-hipertensivo, também contribuiu com a alta de 22% registrada pela Torrent nos quatro primeiros meses de 2014. Segundo a empresa, a categoria movimenta pelo menos US$ 20 milhões por ano no Brasil.

Com o Neblock, desenvolvido na Índia, a multinacional espera conquistar 20% de participação neste mercado. Para isso, usará sua política de preços, que torna o produto pelo menos 50% mais barato que a marca de referência.
Voltar
Subir ao Topo

Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos

Todos os direitos reservados - Sindusfarma 2021