Empresas em Foco

Compartilhe:
08/05/2024
Artigo: PBMs ao longo dos 20 anos: da ideia à evolução das farmácias

Autor: Oscar Basto Jr*, da InterPlayers

Hoje, as farmácias são muito mais do que simples pontos de venda de medicamentos: elas representam um elo vital na cadeia de cuidados. Os pacientes encontram nelas não apenas os remédios de que necessitam, mas também orientação e suporte para melhorar a qualidade de vida. Essa evolução tem sido impulsionada por diversos fatores, como novas resoluções e crises sanitárias, mas, sobretudo, pelos Programas de Benefícios em Medicamentos, que seguem desempenhado papel fundamental na área. 
Oscar Basto Jr, diretor de B2B2C e Varejo da InterPlayers
Adaptado dos Estados Unidos, os PBMs estão em território brasileiro há mais de 20 anos. Chegaram de maneira rudimentar, na forma de cupons, focados apenas em descontos para reduzir a barreira de altos custos de remédios aos pacientes. Atualmente, 45 mil estabelecimentos ativos Brasil afora incluem uma abordagem mais holística, centrada agora em toda a jornada do usuário e no cuidado individualizado.
 
Com a evolução da tecnologia, os PBMs, enfim, consagram-se verdadeiros intermediários entre o ecossistema farmacêutico e a população, otimizando não só os custos, como também o acesso a medicamentos, garantindo a segurança e a eficácia de tratamentos para milhões de pessoas beneficiadas. 
 
Incentivo à prática da farmácia clínica 
 
Além dessas vantagens tangíveis, os PBMs têm sido catalisadores de mudanças profundas no setor ao incentivar as farmácias a adotarem papéis mais proativos na gestão da saúde. Hoje, por exemplo, há uma gama cada vez mais ampla de soluções para o bem-estar geral nesses estabelecimentos, como exames rápidos, vacinas, procedimentos clínicos, revisão de medicamentos e monitoramento de resultados. Tudo isso não só melhora a adesão a tratamentos, mas também contribui para a prevenção e o gerenciamento de condições crônicas, como diabetes e hipertensão. 
 
O cenário atual ainda traz à tona a ressignificação e valorização tanto das farmácias quanto do farmacêutico, já que ambos, finalmente, voltam a assumir o devido protagonismo como agentes de saúde. 
 
Personalização
 
A personalização de iniciativas dentro das farmácias também se tornou um ponto-chave, graças aos avanços das plataformas de PBM. Com dados cada vez mais detalhados e análises preditivas, as unidades podem adaptar suas ofertas para atender às necessidades específicas de cada paciente, garantindo assim um cuidado mais eficaz e individual. 
 
Flexibilidade de ações 
 
Ainda ao acompanhar a adesão ao tratamento medicamentoso por parte de pacientes com doenças crônicas e até mesmo agudas, as farmácias podem flexibilizar campanhas, a fim de proporcionarem descontos e serviços com dinâmicas direcionadas — ações que também favorecem a assistência à saúde. 
 
Rapidez no atendimento e fidelização 
 
Com a ferramenta certa, a indústria, o varejo e os pacientes são mais uma vez beneficiados. Afinal, com facilidade de integração aos sistemas das lojas, a tecnologia viabiliza o acesso à lista de medicamentos, aos respectivos preços disponibilizados, ao estoque, entre outros dados que podem ser consultados a qualquer momento de maneira prática e rápida. 
 
Desafios à vista 
 
Apesar de todos os avanços mencionados, hoje o desafio se volta a expandir cada vez mais os serviços agregados nestes estabelecimentos. Isso porque ainda há uma lacuna a ser preenchida para garantir que todas as comunidades tenham acesso a uma ampla gama de soluções de saúde. Quanto mais unidades aderirem a esse progresso, mais as farmácias e os farmacêuticos fortalecerão o papel de parceiros essenciais no ecossistema. 
 
De qualquer modo, os Programas de Benefícios em Medicamentos são certamente partes fundamentais na história da evolução das farmácias. Além de otimizarem a eficiência operacional e reduzirem os custos, também capacitam os estabelecimentos a resgatarem uma relação mais próxima com os pacientes, estimulando a promoção da saúde e do bem-estar de forma individual. Portanto, é preciso mais do que nunca reconhecer e valorizar os PBMs na transformação positiva do 
 
(*) Autor: Oscar Basto Jr, Diretor de B2B2C e Varejo da InterPlayers, o hub da saúde e bem-estar
 
Sobre a InterPlayers
 
A InterPlayers, o hub de negócios da saúde e bem-estar, promove ampla integração com todos os componentes do segmento farmacêutico e hospitalar, com destacada participação no mercado, integrando farmácias, clínicas, hospitais, distribuidores e indústrias em todo o território nacional. Apresenta um portfólio de serviços de geração de demanda, comercial, trade, fidelização e acesso e serviços ao paciente.

 

Esclarecimento

A área Empresas em Foco publica notícias elaboradas e enviadas pelas empresas associadas ao Sindusfarma; seu conteúdo é de exclusiva responsabilidade das empresas e não reflete anuência nem posições ou opiniões da entidade.

Voltar
Subir ao Topo

Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos

Todos os direitos reservados - Sindusfarma 2024