Notícias 

Compartilhe:
18/09/2020
Sindusfarma apresenta sua ampla gama de serviços para associados

Em encontro virtual de boas-vindas às novas empresas associadas, o Sindusfarma resumiu a ampla variedade de serviços prestados pela entidade, destacando algumas realizações em 2020. O Sindusfarma conta atualmente com 444 associados, entre indústrias farmacêuticas, fornecedores e prestadores de serviço do setor.

Somente na área de Assuntos Regulatórios, mais de 13 mil profissionais participaram este ano das reuniões, workshops e grupo de trabalho, informou Rosana Mastellaro, diretora Técnico-Regulatória e de Inovação. Ela falou do permanente trabalho de acompanhamento, interlocução e defesa dos interesses da cadeia farmacêutica nos órgãos reguladores e do estímulo dado pela entidade ao compartilhamento de informações úteis com os associados.

Entre outros serviços, Rosana citou as 310 auditorias compartilhadas organizadas pelo Sindusfarma num período de pouco mais de dois anos, que economizaram tempo e recursos das empresas, e os eventos promovidos no âmbito do acordo de cooperação técnica com a Anvisa.

Os mais de 50 cursos promovidos anualmente pelo Programa Educacional Sindusfarma (PES), cobrindo áreas como Legislação, Tributação, Marketing e Marketing Digital, foram destacados por Andreas Strakos. “Poucas entidades empresariais têm um programa de formação tão forte como o nosso”, afirmou o consultor da entidade.

Andreas também mencionou o recém-lançado Banco de Talentos, que facilita a seleção de profissionais qualificados, ligado à Bolsa de Empregos, na qual as empresas associadas podem divulgar vagas abertas. Também destacou o Clube de Benefícios, que concede descontos na compra de produtos e serviços de mais de 200 estabelecimentos parceiros, e os grandes eventos organizados pelo Sindusfarma - Prêmios Qualidade e Lupa de Ouro, entre outros.

Mercado 

Abrindo o encontro, o presidente executivo do Sindusfarma, Nelson Mussolini, apresentou um detalhado panorama do mercado farmacêutico no país. Ele chamou a atenção para o potencial não explorado das pesquisas clínicas no país, tornadas populares pelos testes das vacinas contra o coronavírus Sars-CoV-2. 

Por causa de entraves burocráticos, o Brasil recebe apenas 2% dos 350 mil estudos clínicos realizados no mundo, informou Mussolini. A propósito desse tema, Rosana Mastellaro citou outra importante realização do Sindusfarma este ano: a Semana de Pesquisa Clínica, que reuniu renomados especialistas, em maio.

Mussolini comentou ainda o bom desempenho do setor este ano, apesar da pandemia, com crescimento projetado de 11% em valores (R$ 74 bilhões) e aumento de vendas de 8,99% em unidades (caixas).

Voltar
Subir ao Topo

Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos

Todos os direitos reservados - Sindusfarma 2020