Notícias 

Compartilhe:
25/09/2020
3M doa US$ 400 mil para ampliar estudos de doenças infecciosas

Veículo: Valor Econômico

Jornalista: Indefinido

A 3M doou US$ 400 mil, cerca de R$ 2,1 milhões, à Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que se comprometeu a investir os recursos para ampliar sua capacidade de estudos sobre doenças infecciosas, inclusive a covid-19, com a criação de um Centro de Estudo e Controle de Doenças Emergentes.

A doação feita pela 3M faz parte de uma iniciativa global da empresa, que tem como meta investir o total de US$ 5 milhões para apoiar programas de pesquisa com foco em tratamentos e desenvolvimento de vacinas para a covid-19, em estabelecimentos educacionais líderes em todo o mundo.

“Esta iniciativa está alinhada aos nossos valores de incentivo à ciência e inovação e vai contribuir na busca de soluções para a saúde e bem estar da população”, afirma, em nota, Paulo Gandolfi, diretor de P&D da 3M para a América Latina.

“Aprendemos muito nesta pandemia, e a força-tarefa da Unicamp quer ir mais além, aproveitando esse aprendizado para criar um centro de pesquisas para doenças emergentes. Foi submetido um projeto para a Fundação 3M, que passou por uma rigorosa seleção, e ficamos muito felizes com a aprovação”, comenta Marcelo Knobel, reitor da Unicamp.

Desde o início da pandemia no Brasil, a 3M tem atuado em várias frentes com iniciativas que somam R$ 4,8 milhões. A empresa doou máscaras e outros produtos para 34 hospitais públicos e filantrópicos, a Cruz Vermelha Brasileira e Médicos Sem Fronteiras; além de insumos para sete universidades públicas que foram transformados em soluções no combate à pandemia. O Instituto 3M, com o apoio dos funcionários, realizou doações de 49 toneladas em cestas de alimentos e produtos de limpeza. A companhia também fez doação de R$ 1,21 milhão à United Way

Voltar
Subir ao Topo

Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos

Todos os direitos reservados - Sindusfarma 2020