Notícias 

Compartilhe:
21/06/2021
ARTIGO: Transformando vidas por meio da inovação

Veículo: Correio Braziliense

Autor: Carlos Sánchez-Luis(*)

Vivemos tempos de mudança. É inegável o impacto da pandemia da covid-19 nos diversos setores de nossa sociedade. E no mundo corporativo, a demanda por projetos que se conectem profundamente às necessidades coletivas mais urgentes deixou de ser algo pontual, tornando-se um dos principais diferenciais competitivos para qualquer negócio. Um estudo realizado pela Nielsen IQ corrobora o protagonismo social como um motor estratégico para as empresas: a pesquisa realizada com 30 mil pessoas em 60 países revelou que 66% dos consumidores estão dispostos a pagar mais por produtos e serviços de companhias comprometidas com o impacto social de suas iniciativas.

Na AstraZeneca, exercitamos diariamente o compromisso de transformar positivamente as vidas de nossos pacientes; e vamos além, com soluções que agregam novas perspectivas em saúde e bem-estar para toda a sociedade. O Brasil enfrenta uma crise sanitária sem precedentes, e nosso olhar atento e colaborativo está a postos para contribuir com necessidades ainda não atendidas em saúde.

Nossa resposta rápida e abrangente à pandemia, marcada pelo desenvolvimento da vacina AZD1222 em parceria com a Universidade de Oxford, demonstra um importante esforço e comprometimento global de colaboração em pesquisa e desenvolvimento. Outro importante marco foi a descoberta de anticorpos monoclonais contra o coronavírus, capazes de prevenir e controlar a progressão da covid-19. Sobre esse tema, há diversos estudos em andamento, dentre eles um recém-iniciado no Brasil.

Somos, também, a única empresa a disponibilizar a vacina sem fins lucrativos e de forma equitativa e justa durante a pandemia. No Brasil, um dos países mais envolvidos nos ensaios clínicos mundiais de nosso imunizante, firmamos a parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), capacitando a instituição para produção da vacina de maneira independente, reforçando o nosso compromisso com o país e com o enfrentamento desse grande desafio.

Contudo, o caráter inovador de nossa atuação vai muito além das vacinas e das iniciativas relacionadas à pandemia. Temos um pipeline robusto e promissor nas áreas de oncologia, doenças cardiovasculares, metabólicas e respiratórias. Tal cenário nos permite investir em pesquisa e desenvolvimento de terapias cada vez mais específicas, em linha com o que há de mais moderno na medicina de precisão mundialmente. Nossa vocação por inovação transcende áreas terapêuticas e busca soluções que possam impactar a jornada em saúde e trazer soluções disruptivas para todo o ecossistema. É com esse pensamento que firmamos parceria de fomento à inovação com a maior universidade da América Latina, a Universidade de São Paulo (USP).

Nosso compromisso com a transformação também está em gerar conhecimento e oportunidades para que as pessoas se tornem protagonistas de seu próprio destino. O impacto da pandemia na população mais jovem, principalmente em países em desenvolvimento, segue sendo uma de nossas prioridades. Nesse sentido, lançamos recentemente uma nova fase do Programa Adolescente Saudável, uma iniciativa realizada com a Plan International e Unicef, com base em pesquisas da Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg.

O Programa Adolescente Saudável é uma ação global de prevenção de doenças com foco único em jovens de 10 a 24 anos, vivendo em ambientes vulneráveis e/ou sem recursos, em todo o mundo. O programa tem como objetivo prevenir as doenças não transmissíveis (DNT) mais comuns, como câncer, diabetes, doenças cardíacas e respiratórias, além de incluir um olhar especial para a saúde mental.

O projeto já atingiu mais de 30 países e 12 milhões de jovens com informações sobre comportamentos de risco de doenças não transmissíveis. No Brasil, esperamos alcançar mais de 60 mil jovens com informações sobre saúde e programas de prevenção dessas doenças. Indiretamente, esse alcance pode chegar a 900 mil pessoas na comunidade em geral, devido às campanhas e atividades de conscientização. Por meio do empenho e dedicação de todos os nossos parceiros e colaboradores, seguiremos na missão que está em nosso DNA: expandir as fronteiras da ciência para oferecer medicamentos e soluções que mudam vidas, e consequentemente, transformar vidas.

(*) Carlos Sánchez-Luis é Presidente da AstraZeneca Brasil

Voltar
Subir ao Topo

Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos

Todos os direitos reservados - Sindusfarma 2021