Notícias 

Compartilhe:
11/12/2022
Grupo NC, controlador da EMS, entra no México com compra de 3 farmacêuticas

Veículo: Broadcast - O Estado de S.Paulo

Colunistas: Cristiane Barbieri e Circe Bonatelli

O Grupo NC, conglomerado de 25 empresas que deve fechar o ano com R$ 22 bilhões em faturamento, comprou as mexicanas Grupo Imperial, Kosei e Companhia Internacional de Comércio (KSK), da holding japonesa Taisho Farmacêutica. Com a aquisição, cujo valor não foi revelado, o grupo marca sua entrada naquele país e reforça a presença internacional. Por meio de sua controlada EMS, que está entre as maiores farmacêuticas do Brasil, o conglomerado exporta para 55 países. O NC também é dono da Galenika, na Sérvia. Nos EUA, tem um braço da EMS em Maryland, no qual faz pesquisa e desenvolvimento, com parcerias em áreas como oncologia, cardiologia e doenças autoimunes.

Produtos são vendidos nos EUA

Além do complexo industrial, localizado na Cidade do México, o NC adquiriu o portfólio de produtos das empresas. Entre eles, alguns líderes no mercado mexicano, como a pomada antisséptica Vitacilina. Os produtos também são vendidos nos EUA.

Brasil e México são 70% do mercado

O movimento é estratégico para o NC, do empresário Carlos Sanchez. Brasil e México representam 70% do mercado de medicamentos latino-americano, segundo a consultoria Close-up International. O Brasil representa 48,7% do total e cresce a 12,4% ao ano; já o México, 21,2%, com alta anual de 2,4%.

Porte
 
O grupo, que faturou R$ 18,1 bilhões no ano passado, prevê crescer 22% este ano. A empresa não revelou o faturamento das companhias que acaba de comprar.
 
Braços

Lançado oficialmente em 2014, o NC tem sede em Hortolândia (SP) e mais de 10 mil empregados. Entre as outras iniciativas do grupo estão a NSC Comunicação (que inclui a NSC TV, afiliada da Globo), em Santa Catarina e investimentos em energia eólica.

Voltar
Subir ao Topo

Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos

Todos os direitos reservados - Sindusfarma 2021