Notícias

Compartilhe:
14/06/2024
Com palestra da senadora Mara Gabrilli, Sindusfarma lança cartilha sobre Pessoas com Deficiência

Com foco na maior diversidade e inclusão nos ambientes corporativos da indústria farmacêutica, o Sindusfarma lança a “Cartilha Pessoas com Deficiência” no dia 24/6, a partir das 10h, em evento on-line com palestra da senadora Mara Gabrilli.

Senadora Mara Gabrilli

A cartilha orienta as empresas da cadeia produtiva farmacêutica sobre a contratação e inserção de Pessoas com Deficiência no ambiente de trabalho, tais como os locais ideais para a busca dos candidatos, a promoção de um processo seletivo acessível e humano, e a melhor inserção desses profissionais no dia a dia, a partir da interação com gestores e colegas de trabalho.

“Mais do que viabilizar o cumprimento da legislação vigente no país, a cartilha pretende contribuir para a construção de equipes diversificadas e talentosas nas empresas do setor”, afirma Arnaldo Pedace, gerente de Relações Sindicais Trabalhistas do Sindusfarma.

A obra foi elaborada por Denise Porto e Felipe Rojas, com a supervisão de Pedace.

Confira a programação do evento:

10h – Abertura

  • Nelson Mussolini, presidente executivo do Sindusfarma

10h10 – História e Apresentação da Cartilha da Pessoa com Deficiência

  • Denise Porto, coordenadora de Recrutamento e Seleção da Supera Farma
  • Felipe Rojas, coordenador de Comunicação e ESG da Supera Farma

10h25 – Palestra

  • Senadora Mara Gabrilli

11h15 – Sessão de perguntas

11h30 - Encerramento

Pacto pioneiro

Em 2006, o Sindusfarma firmou o inédito Pacto Coletivo para Inclusão de Pessoas com Deficiência, iniciativa pioneira dentre todos os segmentos econômicos do país, com o objetivo de incentivar as empresas da cadeia produtiva farmacêutica a contratar pessoas com deficiência.

Idealizado pelo Sindusfarma e a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Estado de São Paulo (SRTE-SP), o acordo foi firmado com sindicatos de trabalhadores filiados às centrais CUT e Força Sindical em 2006, com o aval da SRTE-SP, e renovado em 2011.

Voltar
Subir ao Topo