Notícias

Compartilhe:
28/06/2024
Em evento do IVOC, Sindusfarma debate futuro das Pesquisas Clínicas

O futuro da pesquisa clínica no Brasil, incluindo as tendências emergentes e como preparar o país para ser líder no assunto, foi o tema do debate que contou com a participação do presidente executivo do Sindusfarma, Nelson Mussolini, durante o 1º Simpósio da Rede Vencer o Câncer de Pesquisa Clínica, promovido pelo Instituto Vencer o Câncer (IVOC) no último sábado (22), em São Paulo.

Da esq.: Taiane Rebelatto (Lacog), Nelson Mussolini (Sindusfarma) e Francisco Forestiero (IQVIA) durante seminário do IVOC

O diretor de Desenvolvimento de Negócios da IQVIA, Francisco Forestiero, foi o outro participante do debate, mediado pela diretora médica do Grupo Cooperativo Latino-Americano de Oncologia (Lacog), Taiane Rebelatto.

Cofundador do Instituto Vencer o Câncer, o oncologista Fernando Maluf traçou um panorama da Rede Vencer o Câncer de Pesquisa Clínica e as ações já desenvolvidas pelos centros estabelecidos no Amazonas, Pará, Maranhão, Paraíba, Bahia e Mato Grosso do Sul.

Maluf destacou o desequilíbrio no investimento para o tratamento de câncer no Brasil e apontou a pesquisa como uma das formas de resolver esta inequidade. “A América Latina participa de 3% a 5% de todos os estudos clínicos do mundo. Existe uma oportunidade grande de avanço nesta área e o Brasil pode e deve ser o protagonista”, afimou o oncologista.

O evento reuniu mais de 100 participantes entre pesquisadores, profissionais de saúde, representantes da indústria farmacêutica e entidades de pacientes, com o objetivo de destrinchar o avanço da pesquisa clínica no país, em temas como pesquisa, desenvolvimento, investimentos, tecnologia, inovação, educação de pacientes etc.

 

Com informações da assessoria de comunicação do IVOC

 

Voltar
Subir ao Topo