Notícias 

Compartilhe:
19/07/2021
Fiocruz se filia ao Sindusfarma e entidade atinge 482 empresas associadas

O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), unidade da Fiocruz - Fundação Oswaldo Cruz, acaba de se filiar ao Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos - Sindusfarma, aumentando para 482 o número de empresas da cadeia produtiva farmacêutica associadas. Maior entidade representativa do setor no país, o Sindusfarma congrega indústrias farmacêuticas nacionais e internacionais que detêm mais de 95% do mercado de medicamentos brasileiro.

Instalado no campus da Fiocruz, o complexo de Bio-Manguinhos é um dos maiores centros de produção de vacinas da América Latina, de reputação internacional, sendo responsável por pesquisa, inovação, desenvolvimento tecnológico e pela produção de vacinas, reativos e biofármacos “voltados para atender prioritariamente às demandas da saúde pública nacional”.

Centenária, a Fiocruz é reconhecida como uma das principais instituições de ciência e tecnologia em saúde da América Latina. Sua missão é: “Produzir, disseminar e compartilhar conhecimentos e tecnologias voltados para o fortalecimento e a consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS) e que contribuam para a promoção da saúde e da qualidade de vida da população brasileira, para a redução das desigualdades sociais e para a dinâmica nacional de inovação, tendo a defesa do direito à saúde e da cidadania ampla como valores centrais”.

Com atuação intensa nas áreas sanitária, econômica, trabalhista e de difusão do conhecimento tecnológico e científico, entre outras, o Sindusfarma interage com autoridades e especialistas da Saúde, com o propósito de aprimorar a cadeia produtiva farmacêutica e o sistema de saúde público e privado e, assim, colaborar com o desenvolvimento social e econômico do país e promover o bem-estar da população brasileira.

Novo estatuto

Fundado em 1933, o Sindusfarma sempre congregou empresas sediadas em todo o território brasileiro, mesmo sendo sua jurisdição original o Estado de São Paulo. Por isso, e para dar forma e respaldo jurídico a um papel que, de fato, a entidade já desempenha, o novo Estatuto Social do Sindusfarma, publicado em março de 2021, ampliou legalmente a base territorial da entidade para Estados que não possuem representação patronal da indústria farmacêutica. 

Atualmente, além de SP, o Sindusfarma representa formalmente a indústria farmacêutica em mais oito Estados e o Distrito Federal, a saber: São Paulo, Brasília-DF, Acre, Alagoas, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima e Sergipe.

 

Notícia atualizada em 21/07/2021.

Voltar
Subir ao Topo

Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos

Todos os direitos reservados - Sindusfarma 2021